O Castelo e a Vila de Arraiolos

castelo-arraiolos-alentejo-daydreams-blog-1.png

Nesta semana bateram-me subitamente as saudades de Portugal. Mas daquelas à séria em que me dá vontade de largar tudo e ir para a minha casa, para ao pé da minha família, amigos e gato, comer pastéis de nata até ficar enjoada e, depois disso, ainda arranjar estômago para um pão de Deus d’A Padaria Portuguesa. Por isso, deixemos o Japão de lado por hoje, e venha a recordação daquele fim-de-semana que passámos no Alentejo.

Nesse nosso passeio ainda tivémos tempo para mais uma paragem: Arraiolos. Esta vila é tão bonita, com as suas casas caiadas, barras coloridas e calmaria típica das terras alentejanas, que seria um crime passar lá ao lado e não a visitar.

castelo de arraiolos

Parámos primeiro lá em cima, no castelo, e percorremos as muralhas sempre maravilhados com a paisagem magnífica e tão típica do Alentejo, salpicada de chaparros, que nos enche os olhos até se perder no horizonte.

castelo de arraioloscastelo de arraiolos

O castelo de Arraiolos tem uma particularidade que me fez gostar ainda mais dele! As suas muralhas estão construídas de forma circular o que, acabei por descobrir, é raro encontrar-se no mundo. Às vezes ainda me consigue surpreende como é que o nosso país, tão pequenino, está recheado de tamanhas raridades.

castelo de arraioloscastelo de arraiolos
castelo de arraiolos

Depois da voltinha ao castelo, e de termos apreciado a vista sobre a vila lá do alto, descemos o monte até entrarmos finalmente em Arraiolos, a terra dos tapetes mais famosos de Portugal.

Arraiolos, AlentejoArraiolos, Alentejo

Já lá tinha estado há uns anos, mas foi só agora que consegui apreciar verdadeiramente Arraiolos. E que vila bonita esta! Calma, quase deserta por ser domingo, foi a forma perfeita para terminarmos o nosso passeio, cheios de recordações para a vida, de passeios de mãos dadas e de fotografias para eternizar estes momentos vividos a dois.

Arraiolos, AlentejoArraiolos, Alentejo

Mas antes do passeio acabar, ainda conseguimos ver tapetes de Arraiolos a serem feitos pelas mãos de autênticas artistas, e outros objectos tão típicos como estas cadeiras, pintadas de cores garridas e enfeitadas com flores coloridas.

Arraiolos, AlentejoArraiolos, Alentejo

E eu sei que corro o risco de me repetir a cada post que faço sobre o Alentejo, mas há qualquer coisa de tão calmante nesta zona do nosso país que sempre que penso numa escapadinha de fim-de-semana acabo por querer inevitavelmente ir para terras de além Tejo, onde posso sossegar, acalmar o corpo da correria dos dias e a mente dos pensamentos que se atropelam. Sinto-me renovada sempre que isso acontece, e tenho de agradecer ao Alentejo por isso, por ser assim, calminho e aconchegante.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *