Japão - O Melhor e o Pior


Bom, quem me tem seguido pelo facebook e instagram (se não seguem aproveitem para seguir!) sabe que o Japão é óptimo, com uma cultura que tem tanto de diferente como de fascinante, e que eu estou a adorar estar aqui! Sério, não fosse a língua (que nem chega a ser um entrave assim tão grande) isto era absolutamente espectacular! Maaaaaaas, e há sempre um mas, nem tudo aqui é maravilhoso e perfeito... Por isso, hoje resolvi trazer-vos as coisas que estou a gostar mais e menos aqui pelo Japão, para verem os podres, mas também ficarem com uma noção das coisas que gosto mesmo!

O PIOR

1. Cavalheirismo, o que é isso? Pois é minhas meninas, chivalry is (almost) dead aqui pela terra do sol nascente. Ainda se vê um ou outro jovem (só jovens mesmo!) dar o lugar a uma senhora, ou a ceder-lhe a passagem, mas no geral, não há cá fofices dos senhores para com as senhoras. Por isso, se isto é uma coisa sem a qual não podem viver, o Japão não é o país certo para vocês.

2. Cuidado com as bicicletas! Na zona onde trabalho, mas especialmente naquela onde vivo, há n pessoas a andar de bicicleta. Mas, talvez devido a tantas quedas dadas ao longo da vida, esta gente parece que ensandeceu! Eles andam nos passeios, na estrada, eles fazem gincanas no meio das pessoas, eles fazem razias a uma pessoa que vai distraída e que não ouve o raio das bicicletas que as sacanas são silenciosas (manhosas!). Ainda não perdi aquela sensação de que um dia destes vou ser brutalmente abalroada por um ciclista maluco, mas até agora sobrevivi a tal acontecimento!

3. E tornar as coisas fáceis para quem vem de fora, não? Não. Mas é que não mesmo. É tudo um filme, para tudo são precisas milhentas coisas... uma chatice pegada. Andei quase um mês sem telemóvel (e continuo a ter um só com acesso a dados, mas por opção) porque me fizeram acreditar que, por não ter cartão de crédito japonês, não podia ter tarifários daqueles fofinhos, com preços agradáveis (como o que tenho agora). Mas isto dará um post completo, para o caso de alguém, um dia, estar na mesma situação que eu. A juntar a isto, raramente alguém, nalguma loja, fala um inglês inteligível (acontece, mas é tão raro...).

4. Hello?! Eu estava na fila!! Pois, já me aconteceu três vezes, duas das quais no mesmo dia, na mesma loja, pessoas passarem-me à frente. Opá, confesso que levei a mal e estive tentada a barafustar alto e bom som (que os japoneses odeiam peixeirada) - em português, óbvio -, que eram todos uma cambada de mal educados. Mas, na última vez, percebi que afinal não é por mal (embora me irrite na mesma): eles são atendidos literalmente uns atrás dos outros. Ou seja, não esperam que o último cliente saia da caixa para começarem a pôr as coisas e a serem atendidos. Como eu, verdinha, achei que era chato estar a enfiar-me na caixa com o cliente anterior ainda lá (estas caixas não são com tapetes rolantes como as nossas, por isso fico literalmente em cima do último cliente), pimbas! Passaram-me à frente!

5. 7€ por 200g de carne?! Mas está tudo doido? Não... infelizmente os preços são mesmo muito elevados para os bens alimentares... Mas no outro dia vi um melão (ou meloa, ou lá o que era!) a 5000 ienes, ou seja, qualquer coisa como 37,5€! Wuuuut? Pois, aqui só vou comer kiwis, tangerinas, diospiros (rijinhos e deliciosos!) e pouco mais...

6. O quebra-cabeças do lixo. Estou aqui há um mês e ainda não sei bem o que vai para onde. Basicamente, em casa, vai tudo para o mesmo sítio, excepto garrafas de plástico, latas e embalagens de spray. Mas no lab, ainda pergunto, pelo menos uma vez por dia, em que lixo é que é suposto meter isto ou aquilo. Uma canseira, sério! Depois ainda há dias específicos para a recolha e sacos de plástico específicos para cada tipo de lixo. Como só tenho burnable trash é fácil e vai tudo para os sacos verdinhos que meto no sítio do lixo à quarta-feira de manhã, antes das 8h. Ufa!

O MELHOR

1. Cuidado com a carteira! É, isto assim de repente até parece uma coisa má, mas não é! O Japão está literalmente infestado de coisas fofinhas! Lindas, maravilhosas, baratas, de boa qualidade! Coisas de papelaria são a minha perdição e já perdi a conta à quantidade de vezes que tive de me controlar para não trazer tudo! Perco-me especialmente na Loft, na Muji e na Francfranc que são deliciosas! Além disso as Instax Mini 8 são bem mais baratinhas por aqui (e as recargas também!) por isso, se calhar, ainda perco a cabeça! Mas quem diz papelaria diz roupa, coisas para a casa... sério, o difícil é escolher!

2. Beleza a quanto obrigas! Os países asiáticos são a meca dos produtos de beleza! Bom, bonito e barato encontra-se por aqui aos pontapés, literalmente! Dizem as 'más línguas' que só vinga no mercado japonês aquilo que é realmente bom, dado que é tão competitivo, por isso garanto-vos que vão encontrar coisas com muitíssimo boa qualidade, que não se encontram em Portugal, e a preços bem simpáticos! E eu tenho de vos falar na minha nova rotina de beleza, mas posso dizer-vos que a minha pele está como não estava há anos! Mas isso fica para outro post... Ahh e a maquilhagem? Vocês salvem-me, salvem-me de mim própria!

3. Hey there, Hi-Tec! Tecnologia em barda! Marcas de que nunca tinha ouvido falar, de tudo e mais alguma coisa, desde telemóveis a headphones! Se o dinheiro esticasse, não sei não! Mas para os geeks que, como eu, adoram estas coisas: vocês têm de vir ao Japão!

4. Os japoneses. Sim, os mesmos que passam à frente na fila e cuja percentagem de cavalheirismo no sangue está perto dos 0%. Só que, fora essas coisas, eles são mesmo prestáveis e simpáticos! E raramente levantam a voz. E falam como se estivessem a cantar. Juro, o japonês é música para os meus ouvidos e, quanto mais vou percebendo, mais vou gostando da língua. Além disso eles são tão engraçados a dormir nos transportes públicos que não há como não adorá-los pelos momentos preciosos que me proporcionam.

5. Shiuuu! Por aqui os telemóveis andam sempre no silêncio (ou vibração) e quase ninguém fala ao telefone nos transportes públicos. Ou seja, viagens silenciosas, descansadas e bem calminhas.

6. Máquinas de venda automática. Há uma em cada esquina e são autênticos salva-vidas quando nos dá aquela sede ou fome horrível e ainda nos falta meia hora para chegar a casa! A parte mesmo boa? Dá para comprarmos usando o cartão dos transportes, o Suica, por isso bye bye trocos!

7. A organizaçao e atenção ao pormenor. Eu juro que, quando fui a Tóquio, fiquei tão fascinada com isso que até tirei foto! Então tínhamos umas escadas com lado para subir e para descer e, durante todo o tempo que lá estivemos - à vontade uns cinco ou dez minutos - eles só subiram pelo lado de subir e só desceram pelo lado de descer! Aqui, os lados dos passeios e das escadas são mesmo para cumprir! Claro que nem todos o fazem, mas garanto-vos que 90% cumprem (quase todos menos os ciclistas), o que facilita imenso a vida se quiserem ir a correr para apanhar algum comboio. Além disso eles podam as árvores como bonsai gigantes e têm tampas de esgoto trabalhadas e pintadas. Paciência de santos, estes japoneses.

8. Afinal há uma coisa que é fácil! É, há mesmo! Eu já estava aqui a dizer que eles não facilitavam minimamente a vida aos estrangeiros, mas afinal facilitam numa coisa: pagar as contas. É só levar o recibo e ir a uma loja de conveniência (tal como as vending machines, há uma em cada esquina) e pagar ao balcão e até juntamente com o resto das compras. Fácil, rápido e menos uma preocupação!

9. Papinha, papinha da boa! Aiiii, eu sempre soube que a comida japonesa era muito mais que sushi, mas aqui estou a ter acesso a todas as iguarias e mais algumas e, posso dizer-vos que a comida japonesa é muito, muito boa! Aliás, estou a aprender alguns pratos com uma amiga japonesa que depois quero partilhar convosco!

10. Pontualidade japonesa. Já se sabe o gosto dos japoneses pelas regras, mas a pontualidade deles também é incrível! E nos transportes? Apanho todos os dias comboio + autocarro e estão ambos sempre a horas! Claro que os autocarros podem atrasar-se 1-2 minutos, mas o que é isso num dia inteiro? Além disso dizem as horas de passagem em cada paragem, por isso não temos de imaginar se há trânsito no Cais do Sodré ahahah

11. Segurança. Sinto-me extremamente segura por aqui! Os dias anoitecem cedo e as ruas são pouco iluminadas, mas isso não me faz ter qualquer tipo de receio de andar sozinha na rua à noite, quando o movimento é pouco. E aqui estou numa zona mais calma, mas a verdade é que senti o mesmo em Tóquio, por isso acho que isto é geral.

12. Paciência de... japonês! Ninguém acelera nas passadeiras, ninguém apita se alguém demora mais tempo a fazer uma manobra, ninguém dá ares de impaciência quando em ruas mais estreitas o carro fica sem espaço para passar por causa dos peões que estão na berma. Esperam, pacientemente. Até agora acho que ouvi duas buzinadelas e ambas com razão: na primeira um peão atravessou a rua quando não devia e na segunda uma ciclista atravessou-se literalmente à frente de um carro que vinha na direcção contrária (eu não digo que os ciclistas são doidos?).

13. Bom cheiro. Isto pode parecer-vos estranho, mas quem anda de transportes em Lisboa às horas de ponta sabe que é raro fazer uma viagem inteira sem ter algum mal-cheiroso a viajar ao pé. A mim custa-me imenso porque sou esquisitinha com os cheiros e faço um esforço incrível para não fazer uma cara de enojada e tento suster a respiração o mais possível. Mas aqui cheguei ao paraíso! Posso ter sorte com a zona, claro, mas ando TODOS os dias de transportes em hora de ponta e nunca senti o cheiro de nenhum japonês mal-cheiroso. Aliás, até agora, e fiz questão de contar porque me chamou a atenção o facto de eles nunca me cheirarem mal, apenas dois japoneses me cheiraram levemente a 'sovaco'. Incrível, não?

Bom, este post já vai longo, mas eu vou continuar a acutalizá-lo consoante me for lembrando de mais coisas! Depois aviso-vos para poderem vir verificar os novos pontos, boa? E então, ainda mais curiosos com o Japão?


Posts relacionados

17 comentários

  1. Ai Cat, amei este post!! É incrível como mesmo o pior nem é assim tão terrível, principalmente com tantos pontos positivos.
    Confesso que ando cheia de inveja dessa meca de produtos de beleza. Já tinha essa ideia por causa dos coreanos (sul-coreanos, para ser mais precisa). Um dia que vá ao Japão, vou encher-me de produtos de beleza para trazer para cá!

    Esqueci-me de dizer, no teu inquérito, que adorava ver umas receitinhas japonesas por aqui, mas que sejam fáceis de replicar cá em Portugal. :D

    E estou contigo nisso dos cheiros, que eu também sou muito esquisitinha, mas muito mesmo! Já que vamos todos espremidos, custa muito darem atenção à higiene pessoal? Eu cá acho que não.

    Estou super entusiasmada com estes teus relatos do Japão e estou ansiosa por saber mais! Ah, e por ver umas fotos quando tiveres. ;)***

    Joan of July

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ohh Cat que bom ler todo o teu entusiasmo neste comentário! Claro que vou postar muitas mais coisas (já tenho uma lista enoooooooorme de ideias para posts) e quanto às receitas podes ficar descansada, que elas vão sair, fresquinhas fresquinhas :) Beijinhos*

      Eliminar
  2. Já estás mesmo em modo insider! Tão bom ver que te estás a adaptar bem - e que experiência boa! Realmente, confirma-se a ideia que tenho dos japoneses: gente ducada e ordeira (q.b. ahah). Deve ser bom e bonito viver aí!

    Jiji

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahah q.b. mesmo! nos transportes, em hora de ponta, a parte do ordeira já se perde um bocadinho :p viver aqui é uma calmaria, e sinceramente, estava mesmo a precisar disto na minha vida *

      Eliminar
  3. Awww :D adorei! Por acaso o Japão é um daqueles lugares que eu quero mesmo visitar, já morar longe daqui... é outra conversa.
    Com tantos pontos negativos já estava a ver que não teria nada de bom, mas bem pelo contrário. :D
    Estou ansiosa por ver mais coisas ^^

    http://nuagesdansmoncafe.blogs.sapo.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahah Vanessa, estavas a ver que isto era uma grande desgraça de país :p mas guardei o melhor para o fim! TENS de visitar o Japão! Tenho a certeza que não vais ficar decepcionada :) *

      Eliminar
    2. Acho que me perdia aí! Ainda por cima com tantos gadgets por todo o lado, baratinhos e de bruta qualidade... quando voltasse trazia uma mala cheia de 'recuerdos' xDD

      Eliminar
    3. Mas é que não tenhas dúvidas! E se gostas de coisas fofinhas, tipo coisas de papelaria, isto é um mundo! :p *

      Eliminar
  4. é isso, tinha a sensação que a palavra zen se aplicava bem aos japoneses ^_^ Nem sonhava que eles eram um atrofio com filas bahhh ao menos andam limpinhos vá.

    Opááá não são a coisinha mais fofinha? Quando viajei com o japa Masayuki ficava minutos a olhar para ele a dormir no autocarro e fartava me de tirar lhe fotos, o miudo já devia pensar que estava na onda dele hihihih

    Já que sou uma fã assumida do Japão propunha alguns posts se te apetecer; O que fazer em Toquio (com muiiiiitas fotografias), Receitas e Bebidas japonesas, Filmes japoneses que gostes, Momentos Bizarros que tenhas vivido por aí e se fores a Harajuku por favor tira muitas fotos e posta, please!!

    Continuação de excelente aventura :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sério eu tenho vários momentos de ataques de riso contidos quando a cabeça deles começa a pender de um lado para o outro quando adormecem nos transportes públicos :p eu não estou em Tóquio, mas vou tentar deslocar-me lá o máximo de vezes possível para conseguir responder à tua pergunta do que fazer em Tóquio :) as receitas e bebidas vão sair, mi aguardji! :p *

      Eliminar
  5. Respostas
    1. O Japão vale mesmo imenso a pena! E olha que digo isto sem ter visitado praticamente nada :) *

      Eliminar
  6. Enquanto li-a este post -> *____*
    Um grande sonho meu é sem dúvida ir um dia ao Japão e mais tarde, se fosse possível, trabalhar por lá. Alguns dos pontos que apresentaste já tinha ideia, outros nem por isso: como o caso do lixo e das filas xD Nada é perfeito de facto, mas com o tempo começa-se adaptar ao estilo de vida deles né?

    Em relação a isto, "estou a aprender alguns pratos com uma amiga japonesa que depois quero partilhar convosco!" sim por favor :3

    Agora uma questão, há quanto tempo estás no japão e trabalhas em que área?
    Se pudesses aconselhar uma altura do ano, para alguém ir até aí, qual achas que seria e porquê?

    Bjinhos e fico à espera de mais episodios!! :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Carla :) espero que um dia tenhas a possibilidade de realizar esse teu sonho e que tenhas uma experiência tão boa quanto a minha :) em relação à altura do ano, eu vou apanhar só o outono e o inverno que dizem que é uma altura óptima. Mas, apesar de não ficar cá tempo suficiente para ver, visitar o Japão na altura da sakura (desabrochar das flores da cerejeira na primavera) deve ser lindo :)

      Eu trabalho em investigação, num laboratório de microbiologia :) já agora, qual é a tua área? Beijinhos*

      Eliminar
  7. Gostei tanto de ler este teu post e ficar a conhecer alguns dos aspectos positivos e negativos que tens experienciado no Japão!
    Que continue a correr tudo bem!

    Beijinhos
    --
    Sofia | Seventeen Seconds
    Most recent post: How to Create Bilingual Posts on Blogger

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Opá como em todo o lado há coisas positivas e negativas, mas eu confesso que me sinto muito bem por aqui e que começo a achar que o tempo está a passar depressa demais :/ Beijinhos*

      Eliminar
  8. Sem dúvida que os pontos positivos superam :)

    ResponderEliminar