Getting Hitched #6 – A noiva

casamento-outfit-noiva-daydreams-blog
A preparação para um casamento, já se sabe, é demorada e cansativa. São meses de preparativos, de decisões (umas mais difíceis que outras) e de pensar tudo ao pormenor. A escolha do sítio, dos fotógrafos, da decoração, etc, não podem ser descuradas, mas há um pormenor que vai saltar muito mais à vista nesse dia: a noiva!

E é aqui que começa a pressão! A pressão de comprar o vestido perfeito, que não só seja bonito e nos reflicta, mas que nos assente na perfeição, da maquilhagem no ponto, em que não haja exageros, mas os nossos pontos fortes sejam todos realçados, e o cabelo que, quer esteja solto ou apanhado, ou um mix dos dois, tem de estar lindo! Ufa! É cansativo isto de se ter de estar perfeito… mas nada que não se resolva quando escolhemos as pessoas certas para trabalhar! E, claro, quando temos uma mãe como a minha.

A compra do vestido foi um bocadinho atribulada. Nada de mais, mas comecei por visitar uma loja de noivas bem conceituada e com vestidos caríssimos! Na primeira marcação, que fiz pela internet, correu logo mal. Chego à loja e insistiam comigo que era impossível terem marcado para aquela hora, porque àquelas horas já não faziam provas, etc etc. Garanti-lhes que não e, felizmente, consegui encontrar o email onde vinha a confirmação com as horas que eu lhes dizia. Lá experimentei 3 vestidos, mas apesar de gostar de me ver com todos, não senti que nenhum fosse o tal.

Voltei para uma nova ‘experimentação’ de vestidos, num outro dia, um pouco mais cedo. No meio de vários, experimentei um de que gostei bastante, mas o preço era um big no-no. Saí de lá um pouco triste mas, o tempo ia passando desde aquela visita e eu senti que tudo aquilo estava errado. Primeiro, a senhora insistia que não tinha nenhum vestido para prova do estilo que eu lhe tinha dito que era o meu preferido. Até podia ser verdade, mas que raio de loja de noivas é que não tem um típico A-line dress? Comecei a achar que me estavam a tentar impingir algo que não era aquilo que eu queria e as minhas visitas a essa loja ficaram-se por aí.

Próximo passo: mais pesquisa! E foi precisamente no meio destas pesquisas que encontrei a ‘minha’ loja de noivas: a Nova Noiva. Não sei se alguém desse lado conhece, mas eu só tenho a dizer bem! Adorei o atendimento, super atencioso e amoroso e quando experimentei o meu vestido soube logo que era aquele que queria para o dia do meu casamento.

Depois disto faltava escolher os acessórios e os sapatos e toda a parte relacionada com a beleza. Em relação aos sapatos, não me perguntem porquê, mas decidi que queria sapatos com glitter. Sabia, à partida, que não queria sapatos nem brancos, nem em tons pastel e cores mais fora de normal e garridas não eram muito a minha praia. Então procurei, muito, e foi ainda no Japão que os encontrei! Adoro-os de paixão e escolhia-os all over again, se me voltasse a casar, e isso é um bom sinal, certo? Os acessórios, na verdade só um mas vem aos pares, foram os brincos que eram da minha avó. Lindos, delicados e com uma forte carga emocional, foram exactamente a peça que faltava para complementar o outfit.

Para acabar em beleza, escolhi duas pessoas fantásticas para me porem no meu eu mais bonito para este dia: a Joana Moreira e a Alice Trewinnard. Ambas fantásticas: super simpáticas, mega queridas e ultra profissionais. Ajudaram muito no processo de me sentir calma e perfeita para todas as fotos e olhares escrutinadores de que iria ser alvo no dia do casamento, e só posso estar-lhes eternamente grata por isso. Ah, e a título de curiosidade, ainda podem encontrar o meu antes e depois no site da Joana.

E foi assim, com a felicidade a transbordar e a sentir-me que nem uma princesa – e a cheirar divinalmente a J’Adore da Dior -, que fui até Torres Vedras,  para casar com o homem da minha vida!

(Fotos por: Momento Cativo)

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

  1. Eu confesso – e não me odeiem, por favor 😀 – que nunca tive o sonho de casar (nem acho que seja o dia mais importante da vida), não gosto de vestidos de noiva, odeio maquilhagem, e não tenho paciência (nem talento) para andar com sapatos de salto alto. Dito isto, admito que o vestido te fica muito bem e que pareces genuinamente feliz nas fotografias (oh, como eu adoro pessoas felizes!). Ainda bem que conseguiste encontrar o que procuravas 🙂

  2. Que excelentes escolhas que fizeste para este dia, Catarina! Desde o vestido e acessórios, à equipa que escolheste! A Joana Moreira foi formadora num módulo que tive num curso da ETIC e é das melhores profissionais que que temos na área cá em Portugal! Ficaste deslumbrante! 🙂

    Beijinhos,


    Sofia | Monochromatic Wave

  3. Catarina não vinha aqui há tanto tempo… e quando vim foi logo para te ver assim tãoooo bonita!!! Que sorte 🙂 Falta-me adjectivos para escrever o que quer que seja. Felicidades. Aos dois. Beijinhos