TAG - Conhecendo Novos Blogs!

tag novos blogs daydreams blog

Conheci a Rita, uma mulher linda e dinâmica e mãe de dois pequenos Ms, no Bloggers Camp. Sim, esse evento que mudou o panorama da blogosfera nacional, trouxe coisas magníficas com ele, e uma delas foi o facto de ter conhecido pessoas que de outra forma não teria conhecido e que me vão ficar para sempre no coração. 

Quando a Rita me desafiou para responder a esta tag decidi logo que ia fazê-lo. Como sabem não é meu costume responder a tags por aqui, mas quando acho que podem mostrar-vos um bocadinho mais de mim penso sempre 'Vamos a isto!'. Mas a Rita não me facilitou a vida e fez perguntas difíceis e a que demorei imenso tempo a responder! Mas dizem que quanto mais difícil mais vale a pena, não é? Por isso fiquem com as perguntas que a Rita me deixou e com as minhas respostas e espero que gostem!

1. Qual o "porquê" do teu blog?

O meu blog surgiu depois de ter começado a seguir outros blogs e de ter pensado que também eu teria algo a dizer. Começou por funcionar como uma espécie de diário, mas depois percebi que não era o rumo que lhe queria dar, que gostava de conteúdos mais 'curados', que queria investir na fotografia, que queria partilhar coisas que de alguma forma pudessem inspirar os outros e foi assim que surgiu o Daydreams, em Junho de 2013 (embora como extensão do meu blog anterior).

A parte gira é que sempre achei que não seria menina para manter um blog por meio ano, quanto mais por quase quatro anos (o quê???), mas a verdade é que comecei a gostar tanto de partilhar as minhas coisas, os pedacinhos da minha vida, daquilo que gosto e daquilo que me inspira, que hoje em dia, mesmo nos dias maus - de falta de vontade, de cansaço, de falta de inspiração - não consigo pensar sequer em abdicar deste cantinho. 

2. Qual a maior revelação que o teu blog te fez?

Há várias coisas que ter um blog me mostrou e ensinou, mas isso fica para uma outra altura, talvez... Aquilo que mais gosto no facto de ter um blog, e apesar de poderem achar que toda a gente diz o mesmo (porque é mesmo verdade!) são as pessoas que já tive oportunidade de conhecer. Tenho grandes amigas que conheci neste mundo dos blogs, e conheci pessoas fascinantes com imenso para partilhar e outras tão inspiradoras que hoje em dia não lhes perco o rasto. Se fosse preciso enumerar uma, e apenas uma boa razão para ter um blog, esta seria a razão: as pessoas que temos a oportunidade de conhecer.

3. O que fazes para trazer novos conteúdos para o blog?

Leio muito, passeio muito, exploro novos produtos que sinto que me possam interessar (e a quem me lê também, obviamente), passo horas perdida no Pinterest - que sinto que, apesar de tudo, ainda é muito subvalorizado pelos bloggers portugueses (incluindo eu) -, e faço muito brainstorming, sozinha ou com pessoas que sei que me dão sempre um input importante.

4. Gostas mais de escrever ou de ser lida?

Esta pergunta tem rasteira? Acho que, apesar de gostar muito de ser lida, porque só assim um blog faz sentido - se houver alguém que nos lê no outro lado do ecrã -, gosto ainda mais de escrever. O gostar de escrever é o que me motiva todos os dias a manter este cantinho actualizado e saudável.

5. O que gostavas mesmo de responder a um comentário desagradável?

Não sei bem. Nunca me aconteceu e acho que dependeria muito do que estivesse escrito. Mas aquilo que gostava mesmo de poder mostrar a alguém que faz qualquer tipo de comentário desagradável é que, se tivesse mais vida, não precisava de se estar a ralar com a dos outros nem teria tempo para perder a ser mesquinha.

6. Qual foi a maior surpresa (boa ou má) que a vida adulta te trouxe?

A independência (financeira e pessoal). Sou muito menina dos papás, mas saber que posso fazer as minhas coisas, com o meu dinheiro, ou saber que posso tomar as minhas decisões sozinha (e que normalmente tomo boas decisões) foi algo muito importante para mim e para perceber que sou uma pessoa madura, regrada, forte e emocionalmente estável.

7. Qual a tua maior paixão na vida?

Música e viajar. Desde que me lembro de mim própria que estas duas são as minhas grandes paixões. Nunca paro de cantarolar! Nem parava de viajar, se o dinheiro esticasse! 

8. Qual o hábito diário do qual não prescindes?

Tirar aqueles 10/15 minutinhos para tratar da minha pele. Depois de chegar aos 30 sinto que é cada vez mais importante fazê-lo. Aliás, ando ansiosa para vos mostrar a minha rotina de beleza nipónica! Acreditem, tem feito maravilhas pela minha pele!

9. Se pudesses mudar algo no mundo o que seria?

Esta pergunta é um tanto ou quanto à Miss Universo, mas vou tentar dar a melhor resposta possível ahahah! Acho que o que gostava mesmo era de conseguir erradicar a maldade. Sem maldade não haveria fome, corrupção ou insensibilidade. Sem maldade curávamos uma data de outros males deste mundo.

10. Se pudesses viajar para uma ilha deserta quem e o que levavas?

Levava o querido lá de casa, o Casper (se a estadia fosse prolongada), um monte de revistas e livros, os meus produtos de beleza (óbvio!), a máquina fotográfica (com imensas baterias extra), uns pares de biquinis e pouco mais. Simplicidade acima de tudo, certo?


Espero que tenham gostado! Eu quero agradecer só mais uma vez à Rita por me ter nomeado. Adorei responder a este desafio!


Posts relacionados

4 comentários

  1. Adorei ficar a conhecer-te um bocadinho mais :) És ainda mais espectacular por isso. Beijo

    ResponderEliminar
  2. Também queria desafiar-te para esta tag, mas vi que a Rita se antecipou e deixei-me ficar quietinha. :P

    Adorei as tuas respostas, Cat! E já sabes que me identifico muito com algumas delas, especialmente no que diz respeito às revelações que os nossos blogs já nos fizeram. ;)

    Quanto ao Casper numa ilha deserta, só me rio ao imaginar. Estamos a falar do mesmo gato que queimou o nariz num bule de chá? Ahahahha. Ia ser giro, ia. :P Não sei qual seria pior, se ele ou o Loki, mas podíamos ficar em casa a aceitar apostas que seria bem giro!

    Joan of July

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Cat! E sim há muitas coisas que são comuns às duas ;) E o que eu me ri com a recordação do Casper a queimar a ponta do nariz no bule de chá :p um bocado troll o meu gato... Na ilha deserta o mal ia ser encontrá-lo que, com tantos estímulos o bicho ficava em estado de choque e ainda se enfiava nalgum sítio manhoso :p e vá, eu aposto que o Casper é mais maricas que o Loki :p *

      Eliminar