Getting Hitched #1 - The proposal


Nisto dos casamentos não há nada como um bom pedido, daqueles de nos levar às lágrimas e de nos deixar a desejar ter um igualzinho só para nós, when the time comes. Bom, pois que lamento desiludir-vos, mas o meu pedido de casamento não teve direito a jantar romântico, nem a joelho no chão, nem a lágrimas vertidas (juro!). Mas sinceramente, não podia ter sido melhor! Bonito, simples e fofinho, como nós somos e como achamos que deve ser o amor, pelo menos o nosso (mariquices à parte).

A verdade é que tudo começou 6 dias antes, no dia do aniversário dos nossos 6 anos de namoro. Eu ofereci-lhe uma ida ao Porto (que andávamos a prometer a nós próprios há meses) e ele um cesto cheio de ovinhos - seis, para ser mais exacta - a simbolizar a pequena família que construímos durante os seis anos que passámos juntos. Cada ovo estava decorado com washi tape (da minha!), tinha uma pequena quadra associada, e tinha sido escavado para meter um pequeno voucher lá dentro. Fiquei logo um pouco irritadiça quando me disse que só podia abrir um ovo por dia. Mas que raios?! Então a prenda não era para mim? Porque é que não podia abrir tudo no mesmo dia se fosse esse (e era!) o meu desejo? Bom, lá me conseguiu convencer que isto das prendas tem de ser saboreado e bla bla bla e seguimos em frente.

Em cada quadra e em cada ovo estavam simbolizados os melhores momentos de cada ano que passámos juntos, as viagens que fizémos, e as coisas que nos marcaram. Para terem uma ideia, para 2014, ano em que fomos a Paris, tínhamos um poema (quadra brincalhona, não imaginem já uma coisa mega lamechas, que não era!) com alusões à cidade luz e no voucher a promessa de uma caixa de macarons - não de Paris, mas ali do L'Éclair que também são muito bons! - entre outras histórias só nossas.

Pois bem, no último dos ovos, o poema era maior. Estávamos a dia 23 de Dezembro, eu estava a ficar bem doente, estava de pijama, com um rabo de cavalo já meio desfeito, e semi-deitada no sofá (para vocês conseguirem fazer bem o filme na vossa cabeça). Terminava assim o dito poema: 'Amo-te porra, e não quero ser discreto!'. Confesso que nem aí pensei no que poderia ser! Achei que me ia oferecer alguma coisa que pudesse usar e simbolizar este sentimento que nos une. Então peguei no ovo, 'descasquei-o' da washi tape e quando o abri, tchanaaaan! Lá estava o dito anel, a coisa mais linda de sempre e, posto isto, soltei um 'sacanaaa, enganaste-me bem!'. E enganou mesmo! 

Por muito que tenham faltado as lágrimas, que não estivéssemos os dois lindos de morrer, no nosso melhor, em público, com balões de ar quente e avionetas a passar com mensagens românticas, este foi o melhor pedido de casamento de sempre! Sim, claro, porque foi o meu, porque foi feito por ele, e porque sou uma sortuda por ter encontrado alguém que me conhece tão bem e que sabia que ia odiar outro pedido que não fosse feito assim: pensado ao pormenor e só para nós.


Posts relacionados

34 comentários

  1. É lindo!
    É vosso!
    Exala Amor!

    What more can a girl ask for hã?! ;)

    Beijinho graaaaaande,

    ResponderEliminar
  2. Uma história tão simples e tão bonita! Não há melhor na vida, com certeza.
    Muitas felicidades para a vossa família! tudo a correr pelo melhor :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Uma pessoa fica emocionada com estas coisas. Sois uns fofinhos vocês ♥

    Agora fiquei eu a querer um assim "when the time comes" :p

    ResponderEliminar
  4. Adorei! Foi simples e com significado, que é o mais importante! E ter um homem com essa imaginação e dedicação toda dada ao presente...prende-o bem que não há muitos assim!

    ResponderEliminar
  5. Que surpresa tão amorosa! A beleza está mesmo no facto de ele te conhecer tão bem. :)
    By the way, o teu blog é excelente e das minhas paragens obrigatórias sempre que venho à blogosfera!

    Um beijinho e muitas felicidades para os dois.

    ResponderEliminar
  6. Lindo! Quando o meu chegar, se chegar, quero que seja assim :) <3

    ResponderEliminar
  7. Quem quer saber dos vestidos pomposos e do joelho no chão, que coisa mai linda!

    ResponderEliminar
  8. O pedido foi tão bonito e diferente do habitual. Não é preciso pedidos públicos e em grande. O que é preciso é amor :)

    Beijinho
    http://dcidadedopecado.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Um pedido muito bonito.
    E sem lamechices adorei.

    ResponderEliminar
  10. Não conhecia este cantinho e foi pelo destaque do SAPO que cá cheguei. Gostei muito da vossa história. Também fui pedida em casamento há alguns meses e a nossa data está a chegar a passos largos. Identifico-me com muito do que escreveste, porque o nosso foi (ainda mais) simples e, apesar de tudo, foi o melhor e o mais especial que podia ter sido. Só ontem dei conta da novidade a quem me lê no blogue e conto ir descrevendo alguns momentos marcantes desta nossa história, sobretudo agora que as coisas se estão a tornar demasiado reais! :) Se quiseres acompanhar, terei muito gosto em te receber no meu canto. Se não, virei eu aqui sempre que possível. Gostei e passarei por cá! Até breve!

    Joana
    http://verdevermelho.blogs.sapo.pt

    ResponderEliminar
  11. Fantástico, o simples tem mais significado, e para quê mostrar a todo o mundo com coisas "pomposas" se é algo tão pessoal e para ser partilhado a dois? Adorei a ideia.

    Muitos parabéns e muitas felicidades :)

    ResponderEliminar
  12. Parabéns e muitas felicidades!
    Mia

    ResponderEliminar
  13. E é tão melhor assim, longe de todos os clichés mais-que-batidos, único e especial. :) Felicidades!

    ResponderEliminar
  14. Ohhh Catarina, mas que texto tão bonito! Quase que parece saído do meu livro favorito! Estou derretida com a vossa história tão bonita e só posso sonhar com um momento tão sincero e genuíno para mim!

    ResponderEliminar
  15. Ohh m-M <3 obrigada pelas tuas palavras :) *

    ResponderEliminar
  16. Obrigada! Prometo que vos vou mantendo a para de todos os preparativos :) *

    ResponderEliminar
  17. Não há não :) eu sei bem o que tenho em casa e agarrei-o com unhas e dentes e prometi não o largar mais :) *

    ResponderEliminar
  18. Obrigada Catarina! (lindo nome, by the way :p) fico mesmo mesmo babada quando gostam do meu blog assim :) *

    ResponderEliminar
  19. Quando chegar vai ser ainda mais bonito porque vai ser teu :) *

    ResponderEliminar
  20. Obrigada querida :) é mesmo, não é preciso cá coisas pomposas para nos falar ao coração :) *

    ResponderEliminar
  21. Nem mais :) o romantismo está mesmo nas pequenas coisas (e o amor também) *

    ResponderEliminar
  22. Lamechas q.b. vá :p mas sem choradeiras! :p *

    ResponderEliminar
  23. Olá Joana! Terei todo o gosto em acompanhar as tuas peripécias até ao grande dia :) by the way, muitas felicidades para vocês! :) *

    ResponderEliminar
  24. Olha, agora disseste tudo! O amor não é maior por ser mostrado ao mundo (até às vezes temo que seja exactamente o oposto). As pequenas coisas, cheias de significado, são o mais importante :) *

    ResponderEliminar
  25. Tenho a certeza que vai ser lindo e especial, no dia que chegar :) é sempre quando as pessoas gostam mesmo muito uma da outra :) *

    ResponderEliminar