Moldura pintada com tinta de ardósia



Depois das últimas semanas tão stressantes, em que a cabeça não conseguiu parar mais do que dois minutos no mesmo assunto, não há nada melhor que regressar a este cantinho de que tanto gosto. E que saudades que eu já tinha vossas!

E, para começar a semana em grande, uma ideia super gira para fazer agora nas férias, para vocês próprios ou para oferecer. Desde que descobri que era possível fazer a nossa própria tinta de ardósia, daquela que dá para escrever com giz e apagar tantas vezes quanto as que nos apetecer e que, ainda por cima pode ser feita na cor que preferirmos, que a minha cabeça começou logo a magicar no que poderia fazer com isso.

Sendo assim, a ideia recaiu sobre a personalização de uma moldura para oferecer a uma amiga que foi mãe há pouco tempo. Escolhida a cor, foi fácil seguir as instruções e criar a tinta de ardósia perfeita para este projecto.


Para este projecto vão precisar de:

- Moldura em madeira 'virgem', de preferência de cor clara

- Tinta acrílica da cor que pretenderem

- Argamassa fina para colocação de azulejos (branca se possível)

- Trincha

- Colheres medidoras (opcional)

- Recipiente para misturar a tinta com a argamassa

- Giz branco ou colorido.


O primeiro passo é lixar a moldura. Convém não nos esquecermos de o fazer porque sendo madeira virgem pode ter falhas e não estar uniforme, e assim garantimos um acabamento mais bonito. No final limpem bem o pó resultante com um pano seco e limpo.

De seguida, misturamos a tinta e a argamassa nas seguintes proporções: meia chávena de tinta para uma colher de sopa de argamassa. Se não usarem tanta tinta ajustem as proporções consoante o necessário.


Depois só têm de pintar a moldura e deixá-la secar bem, de preferência, de um dia para o outro. Se quiserem pintar a parte de trás pode ser necessário deixarem secar durante a noite a parte da frente e, se pintarem de manhã cedo o que falta, esperar até ao fim do dia para que esteja bem seca.


E agora é hora de personalizar e dar asas à imaginação! Primeiro passei toda a moldura ao de leve com giz e depois limpei o excesso com uma folha de papel de cozinha.


A seguir peguei no giz e comecei a fazer desenhos que achei que iam ficar engraçados no quarto de um bebé. Ao editar as fotografias reparei numa data de anúncios no jornal que acabaram por tirar um pouco de protagonismo à obra-de-arte e por tornar as imagens menos apelativas. Uma informação a reter para trabalhos futuros: protecção de mesa lisa e de preferência numa cor que não torne tudo mais confuso.


Embora o resultado final não possa ser totalmente desvendado porque a mãe ainda não recebeu o presente, acho que já dá para perceber que é possível fazer coisas bem giras com tinta acrílica, argamassa e giz, não acham? Espero que tenham gostado e já sabem, podem usar esta 'estratégia' para personalizar imensas coisas diferentes e assim fazerem presentes originais e cheios de carinho para os vossos amigos e familiares.


Posts relacionados

3 comentários

  1. Mais um DIY fantástico, Catarina! :D
    Adoro o resultado final e a cor que escolheste. Por acaso tenho andado a pensar em pintar algumas molduras que tenho na parede da sala e esta é uma excelente opção. :)*

    ResponderEliminar
  2. É verdade! Quando te aventurares mostra-me o resultado :) *

    ResponderEliminar