Porta-chaves borboleta com papel Shrinkles



Quando chega o bom tempo, digno finalmente de uma primavera a sério, não há nada melhor do que fazer projectos coloridos e cheios de significado que nos deixem entusiasmados e nos aqueçam o coração. Eu sou uma pessoa do sol e do calor e costumo mesmo intitular-me de 'ser fotossintético'. Quando o sol começa a dar um ar da sua graça, as noites deixam de ser tão frias e começa a cheirar a férias, fico logo com um sorriso gigante e que dificilmente alguém, ou algo, consegue desfazer.

Neste fim-de-semana pus mãos à obra e resolvi fazer um porta-chaves bem primaveril com um material que descobri há pouquíssimo tempo mas que não resisti a experimentar. A primeira vez não correu lá muito bem porque as instruções do fabricante não estavam correctas e bom, ficou bonito, mas muito longe do que era o esperado (ver fim do post). Mas não desisti, fiz as minhas pesquisas na 'interweb' (sim, eu sou uma maluquinha geek) e cheguei finalmente às condições ideiais, que hoje partilho convosco.

Para fazerem este projecto vão precisar de:

- Uma folha de papel Shrinkles (comprei na ArtSpot)

- Canetas de feltro

- Caneta preta de ponta fina

- Lápis de carvão e borracha

- Esquadro ou régua

- Tesoura

- Furador

- Alicate (de preferência dois)

- Uma argola de porta-chaves

- Corrente fina

- Argolas de ligação de metal

Estes últimos três comprei nas lojinhas de material de bijuteria que se encontram concentradas no Martim Moniz.


Primeiro que tudo têm de decidir qual o desenho que vão querer usar para a vossa criação. Neste caso, e a propósito de uma festa para a qual tinha sido convidada com o tema 'Borboletas', decidi que não havia nada melhor que fazer um porta-chaves recheado de borboletas, o derradeiro símbolo da primavera e do renascimento, para oferecer à anfitriã. Recortei a folha em partes de 9x9 cm e, com a ajuda desta imagem que encontrei no Google, coloquei o papel por cima do ecrã do computador (porque é suficientemente fino para se conseguir ver o que está por baixo) e fiz o contorno das borboletas do lado baço do papel.


Depois do contorno feito com lápis (para ser possível apagar quaisquer eventuais erros - que no meu caso, como tenho a mão pouco firme, ainda são uns quantos) passei de novo por cima com a caneta preta de ponta fina. Desenhei no interior alguns pormenores, mas não muitos, porque as canetas de feltro que tenho são de ponta grossa e depois não era capaz de pintar formas mais pequenas, e ia acabar por borrar tudo. Já tinha tentado usar lápis de cor e não funciona bem, a não ser que tenham alguma maneira de o 'envernizar', porque a verdade é que esborrata muito e o trabalho acaba por ficar estragado e muito feio. As canetas apesar de borrarem se passarem o dedo por cima antes de levarem o papel ao forno, depois de encolhido não desbota - nota-se que é um desenho manual, mas fica com um acabamento bem bonito.


Depois da borboleta pintada, recortei à volta de forma grosseira, só para dar alguma forma (e retirar o excesso de branco) e porque tinha medo de estragar o papel que, aviso-vos já, não é a coisa mais fácil de recortar por ser bastante rijo. Finalmente fiz um furo com o furador. Atenção que as instruções são para que não se faça o furo demasiado na ponta nem demasiado pequeno (o feito com o furador tem o tamanho ideal). O furo deve ficar a pelo menos 7 mm da extremidade do papel senão correm o risco de que a ligação de parta e a vossa obra de arte fica inutilizável.

De seguida é só levar a borboleta ao forno (previamente aquecido a 175ºC), em cima de uma folha de papel de alumínio. Após alguns segundos vão ver o papel começar a encolher. Deixem que o papel encolha até ao máximo (a partir de uma certa altura deixam de ver o papel encolher) e não tenham medo que ele acaba por baixar completamente e ficar direitinho. Caso alguma das pontas fique ligeiramente dobrada, após tirarem a borboleta do forno (e enquanto o papel ainda está mole) é só darem um toquezinho para que a forma fique direita e perfeita. O papel encolhe cerca de 6/7x e engrossa também 6/7x - ou seja, o que perde em altura ganha em grossura e fica bastante resistente.


Coloquei estas fotos para terem uma noção da proporção (e para terem também um grande plano da minha querida tesoura amarela).


Quando as borboletas estiverem todas prontas, só têm de adicionar as argolas de ligação e cortar a corrente em pedaços de vários tamanhos diferentes (para que elas fiquem em camadas). Eu, pelo menos, gosto mais de ver e assim as vossas borboletas não ficam totalmente escondidas umas atrás das outras.


O resultado final foi este porta-chaves bastante colorido e original! Ahh, não se esqueçam que as cores, depois do papel ir ao forno, escurecem. Por isso, se pretenderem que as cores fiquem mais leves, têm de usar cores mais claras. Espero que tenham gostado!


PS - Como prometido, aqui fica o resultado depois de ter estado a pintar que tempos, com a ajuda da minha prima, um azulejo tipicamente português que deu um trabalhão e que acabou por ter um desfecho relativamente triste - torto, desbotado (por ter sido pintado com lápis de cor) e sem utilização possível, devido a temperatura do forno errada e material de pintura pouco apropriado. Mas aprendi com os erros e ultrapassei-os - muito graças a este mundo de informação que é a internet. E se eu consegui, vocês também vão conseguir, não é?


E não é que tenha ficado feio (entretanto esborratou mais) mas, digam-me caros leitores, o que é que eu faço com isto?


Posts relacionados

6 comentários

  1. owww, que projecto tão querido e primaveril! xP adorei, ficou mesmo engraçado o porta-chaves. e uqanto ao azulejo, quando vi a imagem antes de ler parecia-me uma almofada,:p
    as cores até pareceram ficar giras.

    beijinhos e continua com estes projectos, ;)

    ResponderEliminar
  2. Gostei muito da ideia e não conhecia este materail. Quanto ao azulejo, guarda-o porque as cores estão lindas!!!

    ResponderEliminar
  3. As cores ficam óptimas :) temos é sempre de ter em atenção que escurecem após irem ao forno :) *

    ResponderEliminar
  4. Tens de experimentar, porque é mesmo muuuuuito giro e fácil de trabalhar :) ele está guardadinho, ainda a pensar no que hei-de fazer com ele :p

    ResponderEliminar
  5. Boa noite,
    Pode dizer-me, p
    f, o preço de cd folha? Obrigada...

    ResponderEliminar
  6. Olá Andreia :) não me lembro exactamente do preço (sei que não eram caras), mas caso queira experimentar este material, pode sempre encomendar este kit da You Can DIY (http://diy.pt/product/drawitshrinkit/). Vem com todo o material necessário para fazer porta-chaves ou ímanes de frigorífico usando estas folhas :) *

    ResponderEliminar