Uma tarde em Belém



Assim que os dias começam a ficar solarengos há um local desta grande Lisboa que se torna visita obrigatória: Belém. Em pequena, mal apareciam os primeiros raios de sol, íamos passar as manhãs a queimar energias naqueles relvados enormes à beira-rio. Talvez por isso, ou por adorar locais de onde se possa vislumbrar água, sinta um carinho tão especial por esta zona. Além disso tem um dos meus monumentos preferidos de Portugal inteiro, a Torre de Belém.

No domingo passado, aproveitando o calorzinho bom e a companhia de amigos, lá rumámos à zona dos (para mim) melhores pastéis de Belém do Mundo - já sei que supostamente são uns da zona de Alcobaça, mas eu continuo a achar que são estes.


Não há nada como descer a Avenida com o mesmo nome e ter ali a Torre, de costas voltadas para nós, a relembrar o seu papel em tempos há muito idos: controlar quem entrava no rio.


Visitámos também o monumento erigido em homenagem a todos aqueles que combateram, acreditando mais - ou menos -, pelo nosso país e pelo (antigamente) nosso território - e nem a propósito, amanhã temos a comemoração dos 40 anos pós-25 de Abril.


E já experimentaram subir ao Padrão dos Descobrimentos? A vista é de cortar a respiração! Tem-se a melhor vista do Mosteiro dos Jerónimos, da Torre de Belém e da extensão gigante de verde que compõe os jardins de Belém. E, claro, da maravilhosa Rosa dos Ventos.


Um passeio até Belém poderá ter igualmente uma forte componente cultural com o Mosteiro dos Jerónimos, o Centro Cultural de Belém, o Museu da Marinha e o Planetário mesmo ali, à mão de semear.


E finalmente chegamos à zona onde podemos comer os famosos pastéis de nata, ou fazer umas comprinhas turísticas (mesmo quando somos turistas na nossa própria cidade). E não deixem de visitar o Pavilhão Tailandês que é lindo e foi oferta do Governo Tailandês à cidade de Lisboa, para comemorar os 500 anos de relações diplomáticas entre os dois países. 


E o melhor de tudo é ver as pessoas aproveitarem os raios de sol para sairem de casa, para 'viverem' os sítios maravilhosos que temos neste nosso país e para encherem de alegria os espaços quase esquecidos durante o inverno (principalmente nos dias de chuva, que este ano foram quase todos).


Posts relacionados

6 comentários

  1. Morei em Belém um pouco mais de um ano... Num pequeno T1 com vista para o nosso rio Tejo! Foi o ano mais cheio luz e energia positiva que tive. Tão bom. Morro de saudades :)

    ResponderEliminar
  2. Imagino! Sempre que passo umas horas em Belém consigo facilmente imaginar-me a viver ali :) *

    ResponderEliminar
  3. Gosto tanto de Belém! Vive lá perto durante alguns anos e ia lá frequentemente. Infelizmente agora não vou lá tanto quanto gostaria.
    As fotos estão espectaculares! :D*

    www.joanofjuly.com (http://www.joanofjuly.com)

    ResponderEliminar
  4. Ohh obrigada Catarina :) Confesso que era zona onde não me importaria de viver ahaha! acordar todos os dias com o verde e o rio eram coisas para fazer de mim a pessoa mais feliz do mundo! *

    ResponderEliminar