Road-trip pelo Alentejo #2

road-trip-pelo-alentejo-daydreams-blog-2

O que me dizem de hoje continuarmos o nosso passeio pelo Alentejo? Já sei que desse lado há pessoas ansiosas por terem um pequeno vislumbre de Monsaraz, a vila entre as muralhas à beira do Alqueva. Mas primeiro uma breve passagem por Mourão, onde almoçámos. Não foi um almoço comum, porque fomos brindados com um grupo de amigos/conhecidos que se juntou ao balcão a cantar os típicos cantares alentejanos. Escusado será dizer que fizémos o almoço render mais um bocadinho para podermos apreciar aquele espectáculo de improviso. E escusado será também dizer que comemos até quase nos sentirmos a rebolar, mas no Alentejo é mesmo assim. É impossível resistir a tantas iguarias! Acho que ganhei uns dois quilos em apenas dois dias, but who cares?

No caminho para Mourão passámos, por opção, pelas margens do Alqueva. Eu, como amante de água, e de lugares com água, achei esta uma das partes mais bonitas do nosso passeio. Parámos várias vezes no meio da estrada para tirar fotografias. Felizmente o trânsito é bastante reduzido naquela zona. E é realmente um privilégio poder ver os animais a pastar, com toda a calma do mundo. E as ilhas que se forma no meio da barragem? São tão tentadoras! Era ter um barquinho a remos e passava ali um belo dia, no dolce far niente.

Mourão é uma graça. As ruas têm passeios pequenos que estão cheios de laranjeiras. E não imagino o quão bonito será ver o laranja do fruto a contrastar com o branco das casas.

O ponto de atracção principal da cidade é o castelo, que fica lá bem no alto, e de onde se tem uma vista magnífica sobre a vila.




É já na estrada que conseguimos ter esta vista para as muralhas do Castelo de Mourão (primeira fotografia). Do outro lado, a vista para as muralhas de Monsaraz (segunda fotografia). É um passeio que vale muito a pena ser feito.

E finalmente chegamos a Monsaraz. É uma vila tão amorosa, limpa e arranjada que dá gosto passear preguiçosamente pelas ruas. Aquando da nossa passagem estava a decorrer um workshop de pintura com jovens pintores de várias zonas do globo. Alguns deles eram bem talentosos e era pena que os seus trabalhos não estivessem para venda.

Esta zona do Alentejo (e outras, porque estou completamente apaixonada por esta região do nosso país) será certamente para voltar a visitar. Com mais sossego e com menos quilómetros feitos em apenas dois dias. Para podermos realmente apreciar a beleza dos recantos que se escondem à primeira vista. Para degustar dos sabores alentejanos, do sol quente e do azul da barragem. E vocês, estão convencidos e preparados para marcar as vossas férias deste ano por terras alentejanas?

Deixa um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

  1. Basta pesquisares Monsaraz no site Booking e vais ver a variedade que te aparece! Eu fiquei no Monte de Santa Catarina, porque aceitavam que eu levasse a minha cadela e gostei muito.

  2. É mesmo! O que estas aldeias têm de simples e delicado têm também de único e esplendoroso 🙂 Adoro passear por estes sítios, sem pressas, só para sentir o ritmo de vida das pessoas que as habitam 🙂

    Ohh a sério que gostas? Uso uma câmara bem velhinha Canon SX120IS. E estava mesmo a querer uma nova, mas para já fica on hold 🙂 *

  3. Como adoro posts de viagens especialmente dentro do nosso maravilhoso pais. O que mais aprecio nas minhas viagens e a natureza e as aldeolas e vilecas, tao unicas, com identidade, com habitantes simples e lindos, preparados para partilhar a sua generosidade e autenticidade. Mais uma vez gosto mto da tua prespectiva nas fotos, que camara usas?

  4. Monsaraz e tão bonito 🙂 Ohh obrigada! Esse elogio vindo de uma pessoa que, para mim, tira algumas das fotos mais bonitas que já vi, é mesmo mesmo importante! 🙂 és um amor Sara, mesmo! *

  5. Tens mesmo de lá ir 🙂 eu também o que conhecia era Évora, com a sua Capela dos Ossos, o Tempo de Diana e pouco mais, mas aquela zona é toda tão bonita que é uma pena ficarmo-nos só por Évora 🙂 *

  6. Pois ainda no ano passado andei a passear por aí num fim de semana! Essa zona do Alentejo ficou muito mais interessante com as águas do Alqueva, pois antigamente era uma zona muito árida. Adoro Monsaraz! E na região há uns hoteizinhos de turismo rural que são uma delícia!