Road-trip pelo Alentejo #1

road-trip-pelo-alentejo-daydreams-blog-1

De vez em quando, eu e o homem cá de casa gostamos de ‘ir para fora cá dentro’. Se, na maioria das vezes acabamos na região norte (onde temos ambos família), no ano passado, para usufruirmos de um presente que lhe tinham dado, fomos explorar terras alentejanas. Gosto mesmo muito das paisagens exuberantes do norte, com aquele verde que parece que nos entra pelos olhos e pela alma e nos deixa com um sorriso nos lábios.

Mas confesso que tenho um fraquinho pelas terras alentejanas. Pelos campos acastanhados, salpicados de sobreiros aqui e ali, daqueles pôr-do-sol nas planícies do Alqueva, das oliveiras (talvez umas das minhas árvores favoritas, porque brinquei em cima de tantas). E foi por isso que decidimos ir passear no fim-de-semana para as terras que circundam o Alqueva.

A primeira paragem foi no Cromeleque e no Menir dos Almendres. Acho fascinante que ainda estejam de pé estas estruturas megalíticas que remontam aos primórdios da existência humana.

Parámos depois em Évora, onde almoçámos, comemos um gelado na Praça do Giraldo e aproveitámos para visitar (mais uma vez) a Capela dos Ossos.

Adoro o Templo de Diana. Tão imponente e tão magnífico que não consigo evitar ficar a olhar para ele com um ar meio embasbacado e de ficar a apreciá-lo durante uns bons minutos. De Évora seguimos para a Herdade do Esporão, onde tínhamos visita marcada para ir às vinhas, adegas e cave. Vale mesmo a pena, por isso, se tiverem oportunidade de passar por lá com tempo, não percam! Ora bem, como bióloga, que até trabalha com leveduras (se bem que eu trabalho com as ‘más’), eu trabalhava ali. Trabalhava mesmo!

Quando saímos da Herdade do Esporão já estava a começar a anoitecer. Daí seguimos para Moura, onde ficámos a dormir. É uma cidade amorosa, toda salpicada de branco e verde.

No dia seguinte seguimos para Mourão, e passámos por um dos meus locais favoritos de sempre, Monsaraz. Mas essa parte do passeio vai ter de ficar para outro dia. Só vos posso prometer que vai valer a pena a espera.

Deixa um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

  1. Monsaraz é de facto lindíssimo! Tens mesmo de lá ir 🙂 o Alentejo é uma zona tão bonita que vale sempre a pena revisitar 🙂 Entretanto nestes próximos dias vou partilhar as fotos restantes do passeio 🙂 *

  2. Sim, eu lembro-me bem desses teus posts. Foram uma das razões que me deixou em pulgas para ir passear para estas paragens. Acabei por não ir às piscinas porque íamos com o tempo contado, mas adorei! E entretanto vou partilhar as fotos do resto do passeio 🙂 *

  3. Fiquei embevecida quando vi a "minha" querida Praça Giraldo. Estive lá em 2011, foram só três dias, mas confesso que foram os melhores de sempre. Estava um calor dos diabos, è certo, mas souberam mesmo bem, aquela boa vitamina D que hoje me faz tanta falta. (já estou a suspirar!)
    Nunca tinha ido ao Alentejo e desde então que ficou a promessa de um dia voltar lá novamente. Sempre que me falam em Mansaraz, fico com uma enorme curiosidade e agora tiveste o mesmo efeito em mim. Quando voltar ao Alentejo, tenho mesmo que descobrir essa (presumo que seja) linda terra.

    Voltanto ao teu maravilhoso registo fotográfico, adorei as fotos das Herdado do Esporão e toda a paisagem ue a envolve. È mesmo magnifico.

    Um beijinho, Andreia. ♡
    http://pontofinalparagrafos.blogspot.pt

  4. Évora também já conhecia razoavelmente bem e em Montemor-O-Novo tenho família, mas já não vou lá há tanto tempo, que não sei se ainda me lembro de alguma coisa… Vais adorar sim! No tempo quente ou no frio, o Alentejo é lindo! *

  5. Que saudades de Évora!
    Sabes, o Alentejo é a parte do país que conheço pior, com muita pena minha. Acho mesmo que só fui a Évora e Montemor-O-Novo (porque tenho lá amigas) ah, e claro, o Sudoeste.
    Tenho que preencher esta lacuna em breve. A julgar pelas tuas fotos, vou adorar! 🙂

    Um beijinho,

    Catarina

    http://www.joanofjuly.com

  6. Ohh imagino que sim. Eu nunca morei em Évora, mas acho-a uma cidade linda e tão jovial que acho que, apesar de ser menina de cidades grandes, era bem capaz de lá morar 🙂 *

  7. Évora já conheço também – com memórias agridoces…
    Estou ansiosa por ir ver a Costa!
    E lá estás tu a fazer-me ciuminhos dos bons! 🙂

    Já ouvi maravilhas de Monsaraz, agora quero ver!

    Beijinho,

  8. O nosso pais e todo lindo nao e? Adorei as fotos que tiraste ao templo de diana e as ruelas antigas. Ja foste para os lados de mertola? Muito interessante, onde envcontras uma praia fluvial linda e as minas de sao domingos. Ha um festival islamico todos os anos, e uma boa altura para visitar 😉

  9. Eu também tenho esses dois amores e morro por eles: Norte e Alentejo. O facto de viver no Porto facilita alguns passeios pelo Gerês, que é mesmo das minhas terras favoritas, mas a verdade é que os compromissos de fim-de-semana me têm impedido de correr mais esses riscos!… A ver se isso muda.
    Quanto ao Alentejo, é só nas férias que costumo aproveitá-lo, mas aí é mesmo durante 2 semanas e não esquecendo a patuda, que adora nadar nas belas praias da costa vicentina 😉

  10. Como adoro o Alentejo <3
    E a minha querida Évora, que saudades que me deram as tuas fotos! Muitos bons momentos passei nessa praça do Giraldo! Ser estudante nessa cidade foi mesmo bom 🙂
    Beijinho*

  11. Sou suspeita no que toca a isso, porque sou completamente apaixonada pelo norte. Aquelas paisagens de cortar a respiração, todo aquele verde, o cheiro… oh sim o cheiro característico do norte 🙂 mas também gosto do Alentejo. Tenho família e amigos de zonas que mencionaste no post e não poderia estar mais de acordo 🙂
    beijinho