À descoberta de São Francisco #1



Não sou uma pessoa que viaja muito, mas adoro, adoro de paixão aquela sensação de estar sentada no avião a ansiar chegar ao destino para finalmente saber exactamente aquilo que vou encontrar, se bate certo com as imagens que vi ou se é ainda mais bonito. Normalmente é ainda mais bonito e não é raro dar por mim com um ar perfeitamente aparvalhado a olhar para as coisas bonitas que existem por esse mundo fora.

Uma das últimas viagens que fiz foi a São Francisco. Ia a um congresso sobre as minhas bichezas e aproveitei ter uma amiga a morar lá perto na altura para ir uns dias mais cedo e aproveitar para conhecer a cidade. Porque convenhamos que seria um crime fazer 24h em viagens (ida e volta) e não ver São Francisco como deve ser.

Fui em finais de Março e inícios de Abril e a sério, o tempo lá nesta altura é completamente bipolar. Tanto chove como a seguir está sol, como noutro dia até parece que a coisa se vai manter boa, mas baixa sobre nós um nevoeiro cerrado e levanta-se uma ventania que não queiram saber. Por isso, já sabem, se viajarem até lá nesta altura do ano vão preparados para todo o tipo de condições climatéricas (acho que só escapam mesmo à neve).

Primeiras impressões que retirei de São Francisco: não tem nada a ver com Nova Iorque (das imagens que já vi, porque nunca fui lá)! Os arranha-céus estão todos concentrados no Financial District e de resto a maior parte dos edifícios deve rondar os 5-6 andares. É toda aos altos e baixos, por isso aquilo que no mapa às vezes parece perto, pode ser muito mais difícil de alcançar do que o esperado.

A primeira coisa a fazer (porque vale realmente a pena em termos de preços) é comprar o citypass. Custa à volta de 65€, mas inclui todos os transportes da cidade durante 7 dias, entrada na California Academy of Sciences,  Aquarium of the Bay, Exploratorium, entre outros. Na altura este bilhete não incluía a visita a Alcatraz, mas foi-nos dito que podíamos alterar o passeio de barco pela costa por esta visita, que para nós era muito mais interessante, e foi o que fizémos. Por isso, como podem ver, vale mesmo a pena comprarem, porque todas as visitas e utilização de transportes saem bastante mais caros se comprados em separado.

O post já vai longo, por isso deixo as fotografias, e outras informações importante para amanhã. Quem está ansioso por ver o que eu vi? Nestes posts só vou utilizar fotografias tiradas lá, quer por mim, quer pela minha amiga.


Posts relacionados

0 comentários